• Banner   Setembro Amarelo
  • Audiência Pública do Plano Diretor no Iririú
  • Audiência Pública do Plano Diretor na Nova Brasília
  • Audiência Pública do Plano Diretor no Boehmerwald
Imprimir
PDF

Vereadores recebem gestores de programa premiado de tratamento de AVC

Publicado em Notícias - Assuntos Gerais

Sessão Ordinária

Os vereadores abriram espaço na sessão desta terça-feira (25) para gestores do Joinvasc, programa público de tratamento de Acidente Vascular Cerebral (AVC), eleito na semana passada a melhor iniciativa em Valor Saúde do mundo no VBHC Prize 2021, prêmio baseado na Holanda. Desde sua criação, em 1997, houve queda de 37% no número de casos de AVC no município.

A presença deles na Câmara foi sugerida pelo vereador Lucas Souza (PDT). “Não são todos os dias que a nossa cidade é reconhecida mundialmente. Acho muito importante que possamos dar a notoriedade devida a esse programa que salva vidas”, afirmou o parlamentar. Também parabenizaram os gestores do Joinvasc os vereadores Sales (PTB), Henrique Deckmann (MDB), Cassiano Ucker (Cidadania), Diego Machado (PSDB), Wilian Tonezi (Patriota), Tânia Larson (PSL), Claudio Aragão (MDB) e Maurício Peixer (PL).

Na tribuna, o médico neurologista Alexandre Longo apresentou o programa aos vereadores. O Joinvasc é vinculado ao Hospital São José, gerido pela Prefeitura de Joinville, e ganhou destaque no Brasil por ser a primeira unidade de AVC em um hospital público. Segundo Longo, a queda de 37% na incidência de AVC é fruto do trabalho de atenção primária, ou seja, tratando as causas, como tabagismo e hipertensão. “O projeto foi premiado porque ele é baseado nas necessidades do paciente, desde a educação para reconhecimento dos primeiros sinais pela população”, afirmou Longo.

Para o médico neurologista Pedro Magalhães, a grande vitoriosa do prêmio é a população de Joinville, que tem tratamento de excelência para o AVC no SUS. Ainda segundo ele, a doença que mais incapacita na região, e uma das que mais matam, pode ser controlada com ações preventivas, como parar de fumar e controlar o peso. “Hoje nós sabemos o que fazer para evitar o AVC, e isso só foi possível com a conversa com gestor e comunidade, olho no olho”, disse Magalhães.

Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-graduação da Univille, cogestora do programa, Paulo Henrique Condeixa de França falou sobre o biobanco, criado em 2010, que reúne amostras de sangue e DNA de pacientes, além de dados de Joinville e outras cidades, único do Brasil.

O reitor da Univille, Alexandre Cidral, disse que a ciência, baseada em evidências, é ainda mais necessária para transformar a sociedade, “num país que, às vezes, despreza a ciência”. Cidral também ressaltou os papéis da Univille e do Joinvasc para a comunidade. “O Joinvasc é um belíssimo exemplo desse trabalho de 25 anos de ensino, pesquisa e extensão [da Univille], devolvendo à comunidade aquilo que ela investe”.

O secretário municipal de Saúde, Jean Rodrigues da Silva, afirmou que a responsabilidade sobre a equipe do Hospital São José aumentou depois do prêmio. Ele ressaltou a criação de leis municipais que deram respaldo ao projeto.


Texto
Carlos Henrique Braga
Foto
Mauro Artur Schlieck
Edição
Felipe Faria

Notícias Relacionadas


Se você quer fazer uma correção, sugestão ou crítica, envie um e-mail para Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .

Portal da Transparência

Você pode acompanhar toda a prestação de contas da Câmara de Vereadores de Joinville por meio dos menus ao lado. Para mais informações, com base na Lei de Acesso à Informação, utilize o e-mail.

transparencia@cvj.sc.gov.br