Imprimir
PDF

Vereadores vão à capital lutar por insulina, vacinas e verbas para Joinville

Publicado em Notícias - Assuntos Gerais

Vereadores em Florianópolis

Joinville deverá receber 8,5% das vacinas para covid-19 que o Ministério da Saúde repassar para Santa Catarina e será o município com a maior parcela de repasses. A informação foi confirmada pelo governo do Estado aos 19 vereadores de Joinville durante visita à capital nesta quarta-feira (7). Outras pautas da saúde do município, como a busca pela retomada da distribuição de insulina e a necessidade de estadualização de 30% da folha de pagamento do Hospital Municipal São José também foram defendidas pelos parlamentares em Florianópolis.

Os vereadores estiveram na Secretaria de Estado da Saúde e na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) para defender as reforças as demandas dos joinvilenses. Uma carta com todos os pedidos foi entregue pelos 19 vereadores de Joinville para o secretário do Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, e para o presidente da Alesc, Mauro de Nadal (MDB).

Sobre os temas defendidos pelos vereadores em Florianópolis, a secretaria de Saúde garantiu repasse a Joinville de 8,5% das vacinas que o estado recebe do Ministério da Saúde. Com relação à interrupção no fornecimento de insulinas para diabéticos, a Motta Ribeiro justificou que depende de compra e repasses do governo federal. Já sobre uma maior participação do governo estadual no custeio do Hospital Municipal São José (HMSJ), a solução vislumbrada, segundo o secretário, é contemplar o hospital após a revisão da Política Hospitalar Catarinense.

Motta Ribeiro informou aos vereadores que vai se debruçar sobre as demandas de Joinville e disse estar disposto a discutir os temas em Joinville. O presidente da Alesc assegurou que vai verificar as situações. Ele sugeriu que os deputados estaduais de Joinville defendam essas bandeiras na Alesc e junto ao governo estadual. Os deputados estaduais Fernando Krelling (MDB) e Kennedy Nunes (PTB) participaram do encontro com os vereadores hoje em Florianópolis.

O presidente da CVJ, Maurício Peixer (PL), disse que saiu feliz das agendas realizadas. Nas palavras dele, os pedidos devem evoluir, pois os vereadores mostraram união e preocupação com os assuntos da saúde do município em todas as reuniões.

Vereadores em Florianópolis

Vacinas

A distribuição de vacinas contra a covid-19 em Santa Catarina segue os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde, conforme justificativa dos representantes da secretaria da Saúde. Também segundo o que foi informado aos vereadores, desde o dia 24 de junho, Joinville recebe mais vacinas que Florianópolis. Segundo a pasta, a intenção do governo de Santa Catarina é equalizar a distribuição entre os municípios para que todos os catarinenses com mais de 40 anos de idade estejam vacinados nos próximos dias.

Também de acordo com a secretaria, pelo novo critério do Ministério da Saúde, de vacinar por faixa etária, Joinville passa a receber 8,5% das vacinas que forem repassadas a Santa Catarina, e Florianópolis 7%, conforme a proporção populacional dos municípios. A preocupação levantada por vereadores durante debates nas sessões na CVJ é que a capital estaria sendo favorecida nesses repasses.

Insulina

O secretário adjunto da pasta, Alexandre Fagundes, comunicou que, na próxima terça-feira (13), será enviado aos municípios um dos tipos de insulina que estava em falta. Os medicamentos foram repassados pelo governo federal.

A equipe técnica da secretaria da Saúde esclareceu que nesse repasse será enviado apenas um tipo de insulina, em pequena quantidade, para um grupo específico de pacientes. A sugestão dos servidores é que representantes do município discutam com o governo estadual uma forma de cobrar que o Ministério da Saúde conclua as licitações de compra de insulina que estão em trâmite.

Vereadores em Florianópolis

Hospital Municipal São José

Com relação ao pleito de repassar ao governo estadual a tarefa de bancar 30% da folha de pagamento do HMSJ, em virtude da instituição funcionar, na prática, como um hospital regional, a solução pode estar na revisão da Política Hospitalar Catarinense. Ao menos esse foi o caminho proposto pela pela equipe de Motta Ribeiro.

Entre os objetivos específicos da Política Hospitalar Catarinense está estabelecer critérios para repasses de recursos financeiros com incentivo estadual para serviços hospitalares. Para os representantes da secretaria, existe na revisão dessa política, ainda sem data específica, possibilidade de contemplar o HMSJ para ter maior aporte financeiro, mesmo que não seja necessariamente a questão de bancar 30% da folha de pagamento.


Texto
Jeferson Luis dos Santos, com colaboração de Josi Tromm
Foto
Mauro Artur Schlieck
Edição
Felipe Faria

Notícias Relacionadas


Se você quer fazer uma correção, sugestão ou crítica, envie um e-mail para Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .

Portal da Transparência

Você pode acompanhar toda a prestação de contas da Câmara de Vereadores de Joinville por meio dos menus ao lado. Para mais informações, com base na Lei de Acesso à Informação, utilize o e-mail.

transparencia@cvj.sc.gov.br